Em São Paulo, ministro participa de congresso sobre turismo náutico

5º Congresso Internacional Náutica, que acontece durante a 22ª edição do São Paulo Boat Show, busca promover o setor 

Em São Paulo, ministro participa de congresso sobre turismo náutico

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, participou nesta quinta-feira (19.09), em São Paulo/SP, do 5º Congresso Internacional Náutica: Investimento em Turismo Náutico.  O evento, realizado durante o São Paulo Boat Show, o maior salão náutico indoor da América Latina, reúne prefeitos, secretários e agentes do setor e tem como objetivo promover o setor náutico e desenvolver o turismo na área por meios de trocas de experiências e debates sobre desburocratização, geração de renda e emprego, infraestrutura e meio ambiente.

O ministro do Turismo ressaltou que o encontro envolve os principais representantes do setor e promove ações concretas que beneficiam o turismo. “Este encontro é fundamental para entendermos o cenário atual e as necessidades de cada cidade e do setor privado para, então, podermos criar projetos eficazes e, finalmente, ações concretas que vão beneficiar os turistas”, afirmou.  

O Brasil possui mais de 7 mil km de linha de costa e 35 mil km de vias internas navegáveis, além de 9.260 km de margens de reservatórios de água doce, lagos e lagoas, banhados por correntes oceânicas favoráveis à navegação. Isso faz do Brasil um dos maiores potenciais de desenvolvimento do ecoturismo náutico do mundo.

Várias vertentes do turismo náutico são exploradas no país, como o turismo de pesca, turismo de mergulho e turismo de cruzeiros. Na temporada 2018/2019 de Cruzeiros Marítimos foi responsável por um impacto econômico de R$ 2,083 bilhões na economia do país. Foram 462 mil cruzeiristas embarcados (crescimento de 10,5% ante os 418 mil anteriores), 31.992 postos de trabalho na economia brasileira, 15,3% a mais que no período anterior. A pesca também é um grande atrativo para o turismo em nosso país. Segundo a Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva (Anepe), a pesca esportiva gera receita de R$ 3 bilhões no Brasil por ano.

Aéreas

Pela manhã, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, se encontrou com o CEO da empresa área Gol, Paulo Kakinoff, e com membros da diretoria. Os gestores discutiram sobre a importância do turismo doméstico e a infraestrutura aeroportuária para ampliar as opções de voos e diversificar o alcance aos destinos turistícos do Brasil. O ministro convidou os diretores para conhecer a Serra da Capivara, no Piauí, e pediu o apoio da companhia para ampliar os voos ao local, que possui um grande potencial de crescimento turístico.

O ministro também tratou de possíveis medidas para tornar os preços das passagens aéreas mais competitivos. “Dentro desse objetivo de inserir no mercado interno mais de 40 milhões de turistas, começamos uma discussão bem aprofundada com as companhias aéreas no sentido da redução dos preços das passagens”, disse o ministro.

Ministro e CEO da Gol.jpg